quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Reflexão


Para ajudar a compreender o fundamentalismo islâmico
É difícil aceitar a ação de um terrorista como o resultado da agressão externa a qual ele é submetido. A afirmação foi feita pelo jornalista Igor Gielow, da "Folha de S.Paulo", durante o Café Filosófico CPFL que debateu, em 16 de setembro de 2011, o fundamentalismo islâmico. No encontro, Gielow contou sua experiência como correspondente de guerra pelo diário e seu contato com extremistas de grupos como o Taleban.

Nenhum comentário:

Postar um comentário